Cartão de crédito consignado: como funciona?

Cartão de crédito consignado: como funciona?

Você já ouviu falar em cartão de crédito consignado? Ele é mais uma modalidade oferecida pelo mercado e pode ser uma ótima opção para fugir da cobrança de juros mais altos e diminuir o risco de endividamento.

Por isso, neste post traremos informações interessantes para que você entenda como funciona o cartão de crédito consignado. Continue lendo e saiba se essa é a melhor opção para suas necessidades.

Quem pode ter um cartão de crédito consignado

Diferentemente dos modelos tradicionais, os cartões consignados são destinados aos consumidores elegíveis à contratação de crédito consignado, ou seja, aquele que é descontado diretamente nas folhas de pagamento.
Para ter acesso ao cartão, é imprescindível que você se encaixe em um dos seguintes perfis:

  • aposentados ou pensionistas;
  • assalariados com carteira assinada;
  • servidores públicos municipais, estaduais ou federais;
  • ou, ainda, policiais das forças armadas.

Vale lembrar que, no caso dos profissionais com registro em carteira, é necessário que haja um convênio entre quem paga o salário ou benefício e o banco, para assegurar que os descontos serão feitos em folha.

Como funciona o cartão de crédito consignado

O cartão consignado funciona com base no valor do seu benefício ou salário mensal, é disponibilizado um limite de crédito que pode ser utilizado para compras em estabelecimentos comerciais, saques e pagamento de contas.

Diferentemente do que acontece com o cartão convencional, o pagamento da fatura do cartão de crédito consignado está atrelado ao recebimento do seu salário ou benefício: o valor da fatura é descontado diretamente na folha de pagamento.

É importante saber que a margem consignável (ou seja, o valor máximo da sua renda que pode ser comprometido com empréstimos consignados) é de 35%, sendo permitido utilizar apenas 5% para gastos com o cartão consignado. O saldo restante da fatura virá com a dedução dos 5% e poderá ser pago normalmente, via boleto.

Em caso de atraso no pagamento da fatura correspondente ao saldo restante, no mês posterior o valor virá reajustado com a multa e os juros.

As taxas de juros praticadas pelo cartão consignado são bem mais atrativas quando comparadas às dos cartões de crédito comum, sendo na faixa de 5% e, no caso de aposentados e pensionistas, 2,34%, que é menos da metade dos cartões normais.

Vantagens do cartão

  • Anuidade: Este tipo de cartão não possui anuidade, o que alivia bastante o valor pago em taxas;
  • Taxas de juros mais baixas: Por falar nelas, com o cartão consignado você paga juros menores no rotativo;
  • É aprovado mesmo que você esteja com o nome sujo, pois como o pagamento é feito antes mesmo que você receba o seu salário, o banco não corre o risco de você não pagar a dívida;
  • Não permite o endividamento uma vez que não é possível o não pagamento da fatura.

Desvantagens do cartão

A maior desvantagem do cartão de crédito consignado é um possível comprometimento da sua renda, uma vez que o pagamento é descontado automaticamente do seu benefício ou salário.

Por isso, mesmo tendo juros menores, deve ser muito bem planejado.

Para que você consiga manter as faturas em dia e não comprometer o orçamento familiar.

Como fazer um cartão de crédito consignado?

Ficou interessado? Você pode fazer um cartão consignado sem sair de casa. Você precisará dos seguintes documentos: 

  • Documento de identificação com foto;
  • Comprovante de residência não superior a 90 dia (contas de água ou luz, por exemplo);
  • Comprovação de renda fixa não superior a 90 dias (holerites, extratos do benefício do INSS);
  • Também são aceitos extratos bancários não superior a 90 dias.

Fique atento: Servidor público precisa emitir a autorização de consignatária. 

Enfim, este conteúdo foi relevante para você? Então, compartilhe com seus amigos!

Fideliza Empréstimos

(18) 3222-1370 / 9 9618-0830

 

Deixe um comentário